Casa da Grazi – Centro de Contracultura de São Paulo

Casa da Grazi – Centro de Contracultura de São Paulo (São Paulo, SP, 2001 a 2003)

A casinha, como ficou conhecida, abriu as portas em 2001, com o pedido de sua moradora, Graziela Kunsch, para as pessoas levarem uma almofada de presente, porque não tinha sofá e ela imaginava receber as pessoas em roda, conversando. A Casa da Grazi não contava com nenhuma espécie de apoio financeiro e por isso não tinha estrutura para trazer artistas residentes fora de São Paulo até ela, mas dava suas chaves para aqueles que apareciam e estes aproveitam do jeito que queriam. As residências aconteciam de 1 a 7 de cada mês. No dia 7 acontecia uma confraternização e a abertura da exposição com o público. Entre os dias 7 e 30 a exposição podia ser visitada, com agendamento prévio por telefone ou e-mail.