Artéria

Artéria (palavra que vem do grego ἀείρω: sustentar, elevar), tem como objetivo reunir espaços geridos de forma autônoma, com foco em arte contemporânea, localizados no território Brasileiro. Intensificar o contato e a troca entre estes espaços, disseminar o conteúdo de suas ações, disponibilizar informações que ajudem a entender a vocação destas iniciativas e criar políticas públicas culturais são alguns dos nossos objetivos.

O surgimento desta plataforma se deu a partir de um encontro entre o artista Bruno Vilela e a curadora Kamilla Nunes, em junho de 2013. Ambos, por possuírem experiências em gerir espaços autônomos de arte contemporânea, perceberam a necessidade de se criar uma rede para o compartilhamento de informações sobre projetos e atividades destas iniciativas no Brasil.

A idéia é conectar e tornar visíveis os projetos que estejam comprometidos com o universo criativo, promovendo assim um intercâmbio de experiências que ajudem na expansão e no fortalecimento dos diversos espaços autônomos do país, muitos dos quais estruturados, até agora, de maneira isolada e periférica.

O mapeamento destes espaços foi realizado concomitante à pesquisa de Kamilla, intitulada “Espaços Autônomos de Arte Contemporânea”, resultado da Bolsa Funarte de Produção Crítica em Artes Visuais, 2012. Ao todo, foram mapeados cerca de 140 espaços em todo o território nacional, via pesquisa de campo, sites, blogs, entrevistas por e-mail, formulários, redes sociais e publicações.

O desenvolvimento da Plataforma Artéria começou em 2011, como uma iniciativa de Bruno com perspectivas de intensificar o contato e a troca entre os espaços. Sem o aporte de qualquer tipo de financiamento, esta plataforma nasce tão somente do empenho de seus idealizadores e da colaboração dos espaços aqui mapeados, em criar um instrumento de facilitação para suprir a demanda de um universo que carece de iniciativas que impulsionem e disseminem as suas práticas.

 

________________________________________________________________________________________________________________________________________

Iniciativas Autônomas

Captura de tela 2014-01-23 às 00.15.00

._______________________________________________________________________________________________________________________________________

Equipe

Bruno Vilela


É formado em Artes Visuais pela Escola Guignard – UEMG (2003) e em Administração pela PUC MG (2007). Trabalha como artista visual, fotógrafo, vídeo artista e coordenador de projetos. É Idealizador e coordenador do FIF BH – Festival Interacional de Fotografia de Belo Horioznte (fif.art.br), do EXA – Espaço Experimental de Arte (exa.art.br), do projeto Muros: Territórios compartilhados(muros.art.br), da Maratona Fotográfica Z/L – BH entre outros. Trabalhou na ONG Oficina de Imagens entre 2004 e 2013 com projetos culturais e sociais (oficinadeimagens.org).

Kamilla Nunes


É curadora independente. Graduou-se em Artes Plásticas pelo Centro de Artes da UDESC em 2010. É curadora do programa de exposições do Memorial Meyer Filho e colaboradora do 3C, Centro de Criação Contemporânea. Entre suas últimas atuações, encontra-se a participação na equipe de curadoria da Bienal Internacional de Curitiba – Vento Sul (2013 – Prêmio Jovens Curadores), a exposição “Sumidouro”, (Laboratório Curatorial da SP Arte, coordenado por Adriano Pedrosa – 2012); “A extensão das coisas” no Memorial Meyer Filho (2011); “Faça algo errado, e diga que fui eu que mandei fazer”, na galeria do SESC de Joinville (2011); “Ó lhó lhó”, mostra de vídeo arte na Sessão Corredor do Ateliê 397 (2011); “Bestiário” exposição individual de Meyer Filho, na Galeria Municipal da Fundação Cultural de Itajaí (2011). Organizou os livro “Exercício de imaginação: Meyer Filho” e “Memorial Meyer Filho 2011”. É autora do livro “Espaços Autônomos de Arte Contemporânea” (2013) e “LUME: Clara Fernandes” (2010). Participou como curadora da residência “TAC Terra Una” em Minas Gerais (2013) da residência editorial da Revista “Tatuí 10” em Recife (2010).